Uma caminhada de domingo

Cansada do computador onde trabalhara a semana inteira, acordei cedo de manhã com a resolução de ficar desligada. Por outras palavras, resolvera ficar longe das tecnologias. Ainda que não optasse por levar o dia assim, teria acontecido de igual modo uma vez que nos trilhos da serra nao há rede. Que maravilha! Fevereiro brilhou do alto do seu dia 24 com um sol que nos inundou a todos de uma brisa amena. Mais parecia maio!

Éramos muitos, quase 30! Parece loucura porque nem todos temos o mesmo ritmo, mas são essas diferenças que tornam o companheirismo tão alegre. Era esse o objectivo. Caminharmos, conversarmos, respirarmos ar puro! O bem mais precioso são estes momentos que tiramos para nos devolvermos a nós e nos aproximarmos dos outros.

Gosto destes dias de temperatura amena, do anúncio gracioso da primavera, não fosse ela menina, e sobretudo da leveza com que o sol nos acorda em dia menos frios. E não viveria todas estas sensações ainda hoje se não tivesse tirado tempo para relaxar e passear em boa companhia. Também me permitiu passar a gostar de caminhadas na serra, em domingos de primavera em pleno inverno, em semanas de dois meses!

A foto de capa do artigo foi tirada pela minha amiga Catarina Pires.




Anúncios