“Contos Exemplares” de Sophia de Mello Breyner Andresen

Estes dias tenho estado mergulhada no CONTOS EXEMPLARES de Sophia de Mello Breyner de Andresen na sua 39ª edição, primeira pela Assírio e Alvim.

Sophia é uma das mais importantes poetisas portuguesas do século XX. Distinguida com um vasto número de prémios a nível nacional e internacional, nasceu numa família aristocrata no Porto em 1919. Iniciou-se na escrita de poesia aos 12 anos. O seu primeiro livro foi publicado em 1944. Seguiram-se mais 16 livros de poesia, nove antologias, 13 livros de prosa entre contos e histórias para a infância, seis ensaios e uma peça de teatro.

Contista, autora, tradutora de Eurípides, Dante, Shakespeare, Claudel para português e de vários autores portugueses para francês, Sophia foi também uma defensora ativa e, por consequência, representante de uma política liberal relativamente ao regime salazarista.

Sophia casou em 1946 e foi mãe de cinco filhos. Um deles é também autor: Miguel Sousa Tavares. A poetisa faleceu em 2004 em Lisboa.

CONTOS EXEMPLARES reúne 7 contos em que os temas de Sophia estão bem representados. As temáticas são recorrentes, mas deliciosamente subtis nas suas perspectivas. Os valores cristãos, o desagrado do regime político salazarista, a casa, o mar, a literatura clássica e o tempo. Sim, também o tempo!

Ler Sophia é ser levada pela mão por casas com jardim à beira mar e passear tranquilamente por uma escrita alegoricamente clara.