4 razões para assistir a um festival literário e mais

4 razões para assistir a um festival literário e 1 para não assistir

Existem 4 razões para assistir a um festival literário. Porém, algumas questões levantadas trazem também uma razão forte para não assistir. Descobre tudo aqui!

Considero que o espaço é cultura. (…) E são múltiplos os espaços que nos moldaram, as visões do mundo que fizemos através desses espaços.” José Luís Peixoto em conversa com Manuella Bezerra de Melo no âmbito da 14ª edição do LeV.

Antes de mais, é pertinente lembrar que todos nós, tu, eu, eles, ao estudar um autor vimo-nos a braços com uma aula de História. Isto porque para melhor entender os escritos desse autor era relevante ter em conta o seu contexto histórico, político, social e cultural.

Ainda hoje o exercício se repete tanto num contexto de estudos como num contexto de pesquisa pessoal. Em suma uma coisa é certa, quanto mais soubermos sobre o autor, mais entenderemos o que escreve, mais valiosa será a nossa leitura. Ainda que esse autor no seja contemporâneo, quanto mais clássico. Assim, conhecer o autor, ou conhecer melhor, é a primeira razão para assistir a um festival literário.

4 razões para assistir a um festival literário
  1. Conhecer (melhor) autores

Por outro lado, apesar de já conhecer um pouco o Ondjaki, na conversa do autor no Festival Literatura em Viagem à qual assisti, descobri um pouco mais. “Eu relaciono-me mais com as pontas desta vida: as crianças e os velhos” De facto, nos seus contos, os protagonistas são estes personagens das pontas da vida. Já desconfiava, mas agora fiquei certa de que nutre um carinho especial por crianças e idosos.

A imaginação pode ou não ter um estímulo real.” Adiantou a poetisa Ana Luís Amaral cujo trabalho conheço vagamente. Esta conversa atiçou-me a curiosidade porque me fez descobrir que esta autora perpetua as suas viagens em poemas. Aconteceu-me o mesmo quando visitei Hamburgo. E também me lembro que ao escrever esse poema, procurei ser o mais real possível, em vão. Terei em conta que o mais poético será aligeirar o esforço com um pouco de imaginação.

2. Descobrir outras perspectivas ou consolidar a nossa

A Joana Bértholo confessou que na primeira semana de confinamento bloqueou:

Não consegui nem ler, nem escrever. Até ser desafiada a escrever uma carta que me ajudou a posicionar-me. (…)

De igual modo, quantos de nós, na primeira semana em casa, a fim de combatermos a mesma inércia mental, que pensámos ser só nossa, esforçou-se para se concentrar e ser produtivo? Passado uns dias, ao perceber que era eu a ser eu face a algo novo e inesperado, dei-me tréguas e espaço. Tudo isto para dizer que, outras pessoas sentiram o mesmo. Além disso, a Ana Luísa Amaral também referiu que A concentração, apesar do mundo estar parado, era difícil de encontrar. É verdade que podem perguntar: não chegaste a esta conclusão sozinha? Consigo chegar a essa conclusão, mas de uma forma mais lenta por não me ser tão clara no momento em que a vivo. Ouvir outros a partilhar sentimentos iguais, ajuda e acelera o processo. E chegamos assim à terceira razão para assistir a um festival literário.

3. Conviver

Conhecer, descobrir e também conviver. O convívio com outras pessoas já é por si só benéfico face à necessidade de socialização que transportamos em nós como seres humanos. A prova mais atual é a saudade que temos de fazer as coisas mais simples com outros desde que o Covid19 entrou nas nossas realidades. Um festival literário revela-se uma ocasião para sair das redes sociais e dos sites dedicados ao tema e desfrutá-lo ao vivo com pessoas que partilham o nosso gosto pela literatura. Substituímos as fotos habituais pela presença das pessoas, pelo toque dos livros e enriquecemos a ocasião com conversas à volta desta paixão.

4. Aceder a descontos em livros

E por fim, assistir a um festival literário é assistir a uma montra de livros a preços mais atrativos. Escusado será dizer que esta, apesar de ser a última nesta lista, poderá ser uma das razões mais populares.

Apesar de considerar um festival literário uma boa ocasião para sair de casa pelas razões acima referidas, existe uma forte razão para não assistir. Qual é?

1 razão para não assistir a um Festival Literário

Todavia existe um senão! Há quase um ano decidi embarcar numa viagem pela Literatura Portuguesa contemporânea. No meu alvo de leitura contei, não só com os já conceituados escritores do nosso panorama, mas incluí igualmente jovens autores que, confesso, esperava conhecer, precisamente, nos festivais literários. Pois, qual não é o meu desapontamento sempre que me apercebo que essa ideia faz parte do meu imaginário e não da realidade literária em que estou inserida. Estas festas do livro só não se repetem pelos temas, porém, no que diz respeito aos convidados, esses, continuam sempre os mesmos.

De uma forma clara, as perguntas levantadas são fartas. Contudo, a única resposta existente é desoladora: os jovens autores não atraem leitores, nem vendem a quantidade de livros pretendida pelos organizadores destes eventos.

Então, qual o espaço e futuro dos jovens autores portugueses no panorama editorial nacional?

Conclusão

Em conclusão, foram aqui apresentadas 4 razões para assistir a um festival literário e uma razão para não assistir. O balanço é ilusoriamente positivo, não fosse o único senão aqui apresentado ter tamanho peso!

E vocês? Costumam assistir a festivais literários? Porquê?

Obrigada ao Fallon Michael no Unsplash pela foto de capa deste artigo.

 

Deixe uma resposta

*