DEVE SER PRIMAVERA ALGURES de Pedro Rodrigues

Deve Ser Primavera Algures de Pedro Rodrigues

As redes sociais são poderosos veículos de divulgação. Foi precisamente graças à comunidade livreira do Instagram que descobri que Deve Ser Primavera Algures de Pedro Rodrigues

O livro

Deve Ser Primavera Algures de Pedro Rodrigues na sua edição de março 2019 pela Cultura Editora, é um livro de 167 páginas. As cores pastel da capa sugeriram-me uma narrativa alegre, leve, primaveril. Não bastasse o título a exercer igualmente a sua influência. Imaginei uma história bonita, singela e delicada até!

Os destinos não são lugares, são pessoas.

Por outro lado, esta frase do Pedro e a opinião  do autor Zack Magiezi inscrita na contra capa do livro atiçou-me a, já existente, curiosidade para a escrita deste filho do Mondego.

Estes foram os dois fatores que me empurraram a embarcar por estas páginas. Ao sabor de uma escrita fluída, mas sentida, imergi tanto na delicadeza das descrições como na veemente frieza das situações.

 

 

A contracapa do livro do Autor Pedro Rodrigues

 

 

Inteligente e bonita, Joana viveu desamada. Esse ingrediente substancial ao desenvolvimento e à vida de qualquer ser humano faltou-lhe em demasia e albardou-lhe os passos.

Numa terra de ninguém, Joana luta para ser gente (…).

 

A minha opinião!

Fui enganada por completo! Deixei-me levar pelas aparências! Este livro é não só, uma história bonita, uma história de vida com percalços como a vida da maioria de nós, mas muito mais! Uma história de dureza profunda em que a vida rasga a alegria de tão crua que pode, por vezes, ser.

Entristeci ao ler este livro, entristeci pelo sofrimento das personagens. Continuo a achar incrível a empatia que se cria pelas personagens. Considero-me uma pessoa positiva por natureza, todavia, conforme avançava pela realidade da Joana, a minha esperança foi esmorecendo. Que falta faz o amor na vida das crianças e das crianças tornadas adultas! Embora enfraquecido, um grão de esperança permaneceu até ao fim. Uma história intensa. Definitivamente, não avaliem o livro pela capa!

Sobretudo, não desistam! E não se deixem enganar, pois deve ser primavera algures.

 

Se quiserem conhecer um pouco mais o Pedro Rodrigues, acedam aqui à entrevista que ele aceitou fazer para o ESCREVER – PALAVRA DE AUTOR , leiam a entrevista aqui.

 

Deixe uma resposta

*