Clara Novo – Há males que vêm por bem!

Escrever - Palavra de Autora Clara Novo

Há males que vêm por bem! Escapar a um momento menos positivo da sua vida, levou-a a terminar o seu primeiro livro. Onde encontrará a inspiração? E quais serão os seus hábitos de escrita? Vamos saber mais sobre a autora Clara Novo.

 

O que lhe deu vontade de escrever livros?

Adoro ouvir, ler e inventar histórias desde que me lembro. Digo sempre isto, mas é a mais pura das verdades: as composições das aulas de Português sempre foram a minha parte favorita da escola. Vivo com ansiedade e comecei a escrever quase como um “escape” a essa realidade. Escrever é uma distração e umas das poucas coisas nesta vida que posso controlar. Por exemplo, acabei de escrever o meu primeiro livro numa fase muito complicada da minha vida, quando estava num emprego que odiava e me fazia mal, pelo que chegar a casa ao final do dia e escrever a minha história era a melhor parte do meu dia e, muito honestamente, o que me manteve sã.

Onde encontra inspiração?

Fazem-me esta pergunta tantas vezes e a resposta é sempre a mesma: em tudo. Em pessoas, vivências pessoais e de terceiros, em letras de música, na natureza e, claro, em outras histórias.  Podemos encontrar inspiração em tudo e em qualquer lado, basta estarmos atentos, ter uma ideia e explorá-la.

O que retrata(m) o(s) seu(s) livro(s)?

Apenas tenho um livro publicado (para já). “A Descendente: o Despertar” conta a história da Hayley, uma estudante de psicologia, que após os seus sonhos mais recorrentes se tornarem realidade, começa a questionar tudo o que julgava saber sobre a mente humana e sobre si mesma.  É uma história de descobertas, todos os tipos de amor e de sacrifícios.

Hábitos de escrita: Onde escreve? Em que momento do dia? Quanto tempo dedica à escrita?

Gostaria de dizer que decido x tempo do meu dia à escrita, mas estaria a mentir. No entanto, é um dos meus grandes objetivos: organizar-me e dedica-me um bocadinho, todos os dias, ao processo de escrita. Como coruja da noite que sou, tendo a sentir-me mais inspirada e com mais vontade de escrever à noite, ou ao final da tarde. Por norma escrevo em casa, mas também gosto (ou gostava, antes da pandemia) de passar uma parte um café, de fones nos ouvidos e a escrever.

Improvisa à medida que escreve ou conhece o fim antes de escrever?

O fim das minhas histórias é algo que planeio sempre antes de começar a escrever. No entanto, o caminho que levará a esse final é, na maior parte, improvisado. Tenho algumas “guidelines”, eventos que quero que aconteçam ao longo da narrativa, mas fora isso tendo sempre a improvisar enquanto escrevo. Sinto e escrevo!

Qual é o seu livro preferido?

Ui, que pergunta complicada! Não sei se tenho UM livro preferido, mas saga sem dúvida que sim: Harry Potter – o que é mais que normal, porque cresci com este fenómeno.

Uma breve mensagem de incentivo para quem gosta de escrever.

Escrevam, sempre!

E muito importante: façam-no com e por amor, como deveríamos fazer tudo nesta vida. Escrevam o que gostam e por vocês – nunca o que acham que os outros vão gostar e pelos outros. Façam-no sem medos e sem expectativas e partilhem as vossas histórias incríveis com mundo, porque todos nós temos histórias para contar que irão sempre tocar alguém.

 

Muito obrigada, Clara!

Para continuarmos a acompanhar o trabalho da Clara Novo:

Autora Clara Novo

Instragramhttps://www.instagram.com/authorclaranovo/

Facebook: https://www.facebook.com/authorclaranovo/

Site: https://authorclaranovo.wixsite.com/claranovo

 

 

 

 

Livro de Autora Clara Novo

 

2 Comments

Deixe uma resposta

*