“Nem todas as baleias voam” de Afonso Cruz

Não fazia a mínima ideia do que me esperava com este livro. O título, de tão insólito, podia levar-me a qualquer lado. E levou! Levou-me a um caso da CIA que, num primeiro momento me fez sentir que tinha mal escolhido a minha leitura. Mas, na verdade, este caso só serviu de fachada para uma viagem pela música, pelo amor, pelo vazio que a morte deixa, pela solidão e pelo raro mundo da sinestesia das duas principais personagens. E mais não digo. Descubram por vocês este escritor português que pelas vias de uma linguagem simples e dinâmica nos guia pelos meandros das emoções e das mentes das suas complexas personagens.

E acabo assim mais uma surpreendente viagem pela literatura portuguesa, desta vez pela pluma de Afonso Cruz. O nome deste autor soou tantas vezes também em literatura infantil que resolvi embarcar na sua escrita. E se, por um lado, Nem Todas as Baleias Voam, por outro, os autores portugueses contemporâneos têm-me proporcionado altos voos!

Podem adquirir aqui Nem Todas as Baleias Voam ou outros títulos do autor.

Boa viagem literária!

0 Comments

    1. Vale muito a pena. Mergulha em profundidade no que há da mais íntimo nas personagens e trá-lo à superfície de uma forma simples. Eu fiquei ansiosa por ler mais. Estou mesmo feliz por termos tão boa literatura!

Deixe uma resposta

*