Nova semana, novo recomeço!

O novo impulso para escrever

Mais uma vez, desejei que as horas que os meus olhos viam não correspondessem à realidade. Mais uma vez, o tempo era o meu adversário, adversário esse a quem eu já oferecera demasiadas vitórias.

Realista, mas ainda não derrotada, dei corda aos pés, uma vez que o relógio era a pilhas, e alinhei o meu corpo com as emoções rumo à viagem que me esperava. 

Passara quatro meses a procrastinar a revisão daquele que será o meu segundo livro, uma pausa considerável entre a escrita e a revisão do nosso amor mais recente. Há laços que acabam por menos. Porém, há outros que são impossíveis de desenlaçar por fazerem parte de nós. Este segundo livro é isso mesmo. Sou eu. E não me posso desligar de mim.

A motivação existe, mas de chama fraca. Não tem resistido ao mínimo sopro de distração.

Embora tenha lido muito, até géneros que não aprecio, tenho tentado também a leitura de livros técnicos para dar margem a um mecanismo milagroso que me ligue o motor da escrita. Tudo em vão. Eu não sou máquina, sou pessoa.

Rendida à fraqueza da minha condição, ser humana, abri a mente e o coração e juntei-me a outros iguais a mim que almejam escrever. 

Aceitei seguir um curso que me serviu de corrimão para me impulsionar e orientar na retoma dos meus passos na escada que a escrita constitui. Degrau a degrau, lance a lance, vou lá chegar.

Nova semana, novo recomeço!

Se também te sentes assim, porque não aproveitares a boleia de um curso que te impulsione novamente a escrita? Esta semana, orientado pela Analita Alves Dos Santos e a sua equipa, está a decorrer o Minicurso Semana da Escrita.

Espereita-o e boas letras!

Deixe uma resposta

*