Ricardo Fonseca Mota – Criar é uma compulsão

Escrever - Palavra de Autor - Ricardo Fonseca Mota

Criar é uma compulsão necessária que desde jovem me ajuda a encontrar equilíbrio nestas bonitas e desafiantes voltas ao sol. 

O nosso autor convidado é o autor Ricardo Fonseca Mota.

O que lhe deu vontade de escrever livros?

Criar é uma compulsão necessária que desde jovem me ajuda a encontrar equilíbrio nestas bonitas e desafiantes voltas ao sol.

Onde encontra inspiração?

Encontro-a no movimento de relaxamento do diafragma. Inspirar é expandir-me por dentro. Depois o músculo contrai e os pulmões livram-se do ar, gerando uma falsa sensação de morte que origina novo impulso inspirador. É um trabalho que é tanto natural quanto necessário. Observar, questionar, conhecer, são gestos que favorecem a minha respiração.

O que retratam o(s) seu(s) livro(s) ?

Os livros tratam precisamente do que neles está escrito.

Nos meus textos não gosto de explicações nem respostas. Divirto-me criando perguntas e definindo problemas.

O mesmo acontece quando chega a hora de falar sobre os livros. Talvez tratem do que tratam todos os outros: relações humanas, injustiças, jogos de poder, desigualdades, diferenças, o medo da morte, amor e família. Ou talvez ainda de outros nadas.

Hábitos de escrita: Onde escreve? Em que momento do dia? Quanto tempo dedica à escrita?

Escrevo quando estou a trabalhar, mas crio a toda a hora em qualquer circunstância. Tomo notas e crio materiais a todo o momento. Quando me sento para esculpir, já tenho uma ideia que tipo de rochas me esperam.

Improvisa à medida que escreve ou conhece o fim antes de escrever?

Ambas as situações são frequentes. Tenho um desenho inicial das personagens e conheço os problemas que lhes vou colocar. Tudo o resto flui no jogo viciante entre luz e sombra.

Qual é o seu livro preferido?

Depende dos dias. Hoje, por exemplo, posso referir Não é Meia-noite Quem Quer (António Lobo Antunes), Assim Começa o Mal (Javier Marias), Arde o Musgo Cinzento (Thor Vilhjalmsson), A Luz em Agosto (William Faulkner) e Nove Histórias (J. D. Salinger).

Uma breve mensagem de incentivo para quem gosta de escrever.

ESCREVER - Palavra de Autor- Ricardo Fonseca Mota

 


Escrever exige um trabalho muito sério de leitura, portanto sugiro a quem gosta de escrever que leia muito e leia bem. Depois, independentemente das ambições que nutrem, aconselho que respeitem a língua que trabalham, escrevam sobre o que conhecem.

 

 

Muito obrigada, Ricardo!

Para continuarmos a seguir o trabalho do autor Ricardo Fonseca Mota:

Site: http://ricardofonsecamota.wixsite.com/saitedaboca

Facebook: https://www.facebook.com/ricardomotaescritor/

IG: @ricardofonsecamota

 

Peça de Teatro

Escrever - Palavra de autor - Livro do autor Ricardo Fonseca Mota

Romances do autor

Escrever - Palavra de autor - Livro de Ricardo Fonseca MotaEscrever - Palavra de autor - Livro de Ricardo Fonseca Mota

 

 

Deixe uma resposta

*