Sara Marques e a lógica da escrita

Escrever - Palavra de Autor - Sara Marques e a lógica da escrita

A dificuldade em vocalizar o que sente e pensa é resolvida pela escrita, a forma mais lógica e profunda para expressar-se. Apresento-vos, com muito gosto, mais uma autora portuguesa, a Sara Marques!

 

O que lhe deu vontade de escrever livros?


Encontrei na escrita uma forma de expressar tudo o que sinto e penso. Tenho muito dificuldade em vocalizar de forma coerente tudo o que me vai na cabeça, mas ao escrever, tudo parece mais lógico e profundo.

Para além disso, tenho uma imaginação hiperactiva, estou sempre a criar dramas e aventuras na minha cabeça. Claro que não consigo escrever todas as histórias mirabolantes que me surgem, mas pelo menos uma delas considerei digna de ser publicada e lida por todos.



Onde encontra inspiração?


Nas minhas experiências de vida, nos meus amigos e na minha família.

 

O que retrata(m) o(s) seu(s) livro(s)?


“Red” é o meu primeiro livro, e fala sobre uma jovem chamada Sarah que passou por algumas tragédias na vida, e vive num país dominado por um ditador egocêntrico e cruel. No meio de um cenário opressivo, Sarah encontra esperança e conforto no seio de um grupo de rebeldes que se opõem à ditadura.
É uma história que destaca o valor da amizade, do amor, da honestidade e do perdão. Também mostra que é possível manter a alegria e o optimismo mesmo passando por desafios difíceis.



Hábitos de escrita: Onde escreve? Em que momento do dia? Quanto tempo dedica à escrita?


Tudo depende da inspiração. Não me consigo forçar a sentar e a escrever. Pessoalmente, penso que tem de ser um acto natural. Como nem sempre estou perto do meu computador, aproveito qualquer lampejo de inspiração e aponto todas as ideias em pequenos papéis de rascunho, cadernos, ou no telemóvel.

Improvisa à medida que escreve ou conhece o fim antes de escrever?


Sim, normalmente tenho o final definido. Claro que na maior das vezes nem sei bem como lá chegar, e é no desenvolvimento que acabo por improvisar.



 Qual é o seu livro preferido?


Tenho vários, mas houve um que li este ano e que me marcou especialmente: “O Rouxinol”, de Kristin Hannah.


E, por fim, uma breve mensagem de incentivo para quem gosta de escrever.

Sara Marques, autora do romance RED

Não podemos dar o que não temos, assim, para conseguirmos escrever algo significativo, temos de ler muito primeiro. E nunca desistir, pois não sabemos que corações podemos vir a tocar com a nossa escrita.

 

Para seguirmos o trabalho da Sara Marques: 

Instagram: @sara.s_chaotic_world

 

 

 

 

 

Muito obrigada, Sara! 

REd, romance da autora Sara Marques

RED, romance da autora Sara Marques

Deixe uma resposta

*